InícioSaúdePropriedades curativas do quebra-pedra, uma erva mágica

Propriedades curativas do quebra-pedra, uma erva mágica

Trata-se de uma planta originária da Índia e é nativa das áreas costeiras tropicais. A planta inteira possui várias propriedades medicinais. O quebra-pedra auxilia no tratamento de doenças hepáticas e reverte qualquer dano causado ao fígado, por conta das suas atividades hepatoprotetoras, antioxidantes e antivirais.

Também ajuda a prevenir úlceras, reduzindo a produção de ácido gástrico, bem como protegendo o revestimento do estômago contra danos causados ​​pelo excesso de acidez. 

Ele também pode reduzir o risco de formação de cálculos renais devido à sua propriedade diurética, pois promove a remoção de sais (principalmente os cristais de oxalato de cálcio) que são responsáveis ​​pela formação de cálculos renais.

De acordo com a medicina aiurvédica, o quebra-pedra é considerado bom para indigestão e acidez devido à sua propriedade de equilíbrio do pitta dosha. Também pode ser benéfico para diabéticos, pois ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue.

Indicações terapêuticas do quebra-pedra

O quebra-pedra tem extensas propriedades antialérgicas e uma história clinicamente comprovada de ação imunomoduladora. Verificou-se que o arabinogalactano, um biopolímero obtido a partir de preparações aquosas dessa erva, possui propriedades imunológicas.

Pesquisas e evidências aiurvédicas comprovam que ele é benéfico em condições de alergias, tosse, bronquite, asma e conjuntivite; e em combinação com outras ervas, também é usado para tratar doenças de pele, como sarna e vermes.

Por suas múltiplas ações, é a droga de primeira escolha em diferentes tipos de preparações antialérgicas.

O quebra-pedra tem o uso largamente difundido na África. Sua infusão é considerada um bom tônico, diurético e antipirético.

Uma decocção das partes aéreas ou apenas das folhas é feita para tratar gonorreia, diarreia, disenteria, dor de estômago, hemorroidas e quando há ausência de menstruação ou esterilidade feminina.

Um supositório da pasta de folhas de quebra-pedra é aplicado na vagina para tratar a ausência de menstruação e pólipos. A seiva da folha, misturada com óleo de palma, é aplicada em gotas para os ouvidos no tratamento de otites e aplicada em abcessos e feridas.

Na Costa do Marfim, uma decocção dessa planta é tomada para facilitar o parto, para tratar edemas e para febre ou dor de garganta. No Mali, uma decocção das folhas é bebida para tratar a icterícia.

Recomendamos:  Orgânico e Biológico X Agricultura convencional, será que faz diferença?

No Benin, uma decocção dos galhos é bebida para tratar palpitações, e uma decocção de raiz, misturada com outras plantas ou não, é usada para tratar cólicas e prolapso retal.

No Congo e na República Democrática do Congo, a seiva da planta é bebida para tratar diabetes e taquicardia. Os frutos maduros são consumidos como remédio para vermes.

No Quênia, uma maceração das folhas frias é usada para tratar dores de estômago. Em Uganda, as partes aéreas terrestres são aplicadas para picadas de cobra.

Nas ilhas do Oceano Índico, uma decocção das folhas é usada para tratar diarreia e dor abdominal, e aplicada externamente para tratar problemas de pele. Uma infusão do caule e das folhas é usada como colírio para tratar infecções oculares.

Ao longo dos trópicos americanos e asiáticos, os usos medicinais são semelhantes aos citados em África.

Além disso, o quebra-pedra, bem como várias outras espécies semelhantes, são amplamente utilizados como medicina popular no tratamento de problemas relacionados ao fígado.

Mais indicações do quebra-pedra:

  • A hepatite B é uma doença fatal que afeta muitas pessoas na Índia. O uso de quebra-pedra pode ajudar a reduzir os efeitos do vírus que é a causa raiz da hepatite B;
  • Os cálculos na vesícula biliar e nos rins são um problema real entre pessoas de todas as idades. A deposição de oxalato de cálcio resulta na formação dessas pedras nos rins. O quebra-pedra evita a formação de pedras, pois possui propriedades diuréticas que auxiliam na quebra de cálculos e facilitam sua eliminação pela urina; 
  • A malária é um problema comum causado por picadas de mosquito. Seus sintomas são muito difíceis de tolerar, mas o quebra-pedra tem uma ação antiespasmódica natural que ajuda no tratamento da malária;
  • O extrato dessa erva tem propriedades curativas incríveis, juntamente com um efeito de alívio da dor. É de natureza anti-inflamatória e ajuda na cicatrização de feridas dolorosas; 
  • Funciona muito bem para diminuir os efeitos das infecções virais no corpo humano. Portanto, é útil no tratamento de tosse, resfriado e dor de garganta;
  • Ajuda no tratamento da icterícia. Na ayurveda, o quebra-pedra tem sido usado para tratar a icterícia desde idades imemoriais. O sumo da planta é dado a pacientes para estabilizar a condição de quem sofre de icterícia; 
  • Possui propriedades hepatoprotetoras que podem auxiliar amplamente o fígado; 
  • Estudos sugerem que o quebra-pedra tem propriedades anticâncer, já que também é eficaz na redução das células cancerígenas. 
Recomendamos:  Quais as causas do ronco e como acabar com ele

Apresentação do quebra-pedra como medicamento natural:

  • Colha-o, lave-o bem e deixe que seque à sombra, depois utilize-o para fazer um pó;
  • O suco é extremamente benéfico no tratamento da icterícia;
  • A planta inteira é usada geralmente como um medicamento interno para ingestão oral;
  • Sua pasta também é aplicada em várias doenças de pele.

Receita de pasta de quebra-pedra para alergias da pele:

Uma pasta fina de folhas de quebra-pedra pode ser aplicada sobre a parte afetada da pele em caso de infecções e alergias, assim como acne.

  • 1 xícara de chá de folhas de quebra-pedra;
  • 1 colher de chá de sal;
  • Água suficiente para formar a pasta.

Coloque o quebra-pedra em um pilão e amasse até que ele tenha uma boa quantidade de sumo. Misture o sal e, se necessário, um pouco de água.

Coloque a pasta em um pedaço de gaze e forme um “saquinho” com a erva. Aplique no local por 15 minutos e enxágue.

Indicações mágicas

O quebra-pedra é uma planta muito utilizada para uso fitoterápico, com implicações na saúde, e seu uso mágico é muito pouco difundido.

Há relatos de que seu uso mágico ocorre na África Ocidental e nos arredores de Cuba; com a prática do curandeirismo, esses ritos permanecem obscuros e não estão descritos na literatura mágica nem fitoterápica, ou mesmo histórica.

Contraindicações

Como o quebra-pedra é auxiliar em casos de amenorreia (ausência de menstruação), seu uso deve ser evitado por mulheres grávidas ou que querem engravidar.

Recomendamos:  Receitas caseiras para acabar com as traças

Em estudos com ratos, ele foi constatado como causador de aborto, e também reduziu a capacidade de o útero reter o óvulo fecundado.

Não há outros efeitos colaterais graves dessa erva, mas, se usada em doses muito altas, possui ação laxante. Portanto, pessoas com diarreia e disenteria devem ter cuidado.

O quebra-pedra, também conhecido como Phyllanthus Niruri, é uma planta medicinal da família Phyllanthaceae. Pertence ao gênero Phyllanthus, que significa “folha e flor”, porque sua folha parece uma flor.

É encontrado principalmente em áreas costeiras e cresce em torno de 50 a 70 cm de altura. A casca da planta é verde e lisa e possui pequenas folhas com flores amarelas e seu fruto é como uma pequena cápsula. 

O quebra-pedra cresce muito bem em uma variedade de solos argilosos. Ele pode até mesmo sobreviver bem a alagamentos temporários, e pode ser encontrada com facilidade na época das chuvas. 

Essa planta é conhecida por suas qualidades medicinais e vem sendo estudada por pesquisadores ao longo dos anos. Em sânscrito, é popularmente conhecido como Tamalaki, Bhauphala e Bhudhatri. 

Quase todas as partes desta planta podem ser usadas para preparar medicamentos aiurvédicos para tratar vários problemas de saúde. Suas propriedades carminativas, analgésicas, digestivas, hepatoprotetoras e nefro protetoras a tornam uma erva única.

No sistema de medicina natural, as raízes dessa planta são usadas para curar problemas de fígado, feridas e problemas de pele.

O seu valor nutricional é bastante bom devido à presença de bioflavonoides, lignanas, alcaloides e várias enzimas, e tem sido usado em muitas partes da Índia para tratar icterícia e infecções intestinais.

Entretanto, evite problemas de saúde com superdosagens de medicamentos. Mesmo sendo natural, o medicamento em excesso pode fazer mal. Consulte a opinião de um profissional de saúde de sua confiança antes de tomar qualquer medicamento, seja natural ou sintético.

Mesmo que pareça algo inofensivo, o cuidado com sua saúde deve ser primordial.


ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS VISTOS

COMENTÁRIOS RECENTES